www.cangucuonline.com.br

Canguçu enfrenta déficit de efetivo de aproximadamente 70%

159

A promessa do governo do Estado é de que com a formatura de dois mil soldados em agosto, o efetivo do município e do RS deve receber reforço

Com defasagem no efetivo de aproximadamente 70%, a Brigada Militar (BM) de Canguçu conta com apoio de policiais militares de Pelotas e com as cotas de horas extras para conseguir suprir a carência de pessoal e prestar o devido atendimento à comunidade.

A situação é difícil. Nas últimas semanas aconteceram assaltos a bancos na região e não sabemos como vai ser aqui se voltar a acontecer como nas outras vezes em que a cidade chegou a, inclusive, ficar sem energia elétrica.
Policial que prefere não ser identificado.

O comandante dos pelotões da 5ª Companhia da BM em Canguçu, tenente Marcos Zanetti, prefere não falar do efetivo mas garante que, apesar das dificuldades, a cidade mantém a Unidade da Brigada Militar aberta e com policiamento ostensivo durante 24 horas.

Estamos fazendo de tudo para que os moradores tenham segurança.
Tenente Marcos Zanetti

Na semana passada, uma reunião entre o deputado estadual Pedro Pereira (PSDB) e o vice-governador e secretário da Segurança Pública, Ranolfo Vieira Júnior, tratou da falta de efetivo no município. O parlamentar explicou que em Canguçu, município com mais de 55 mil habitantes, existe uma defasagem extrema na Brigada Militar, já que além da atividade de policiamento ostensivo, os policiais ainda acumulam a atividade de guarda de presídio.

Segundo comentou Pereira, em Canguçu há uma central de vídeo monitoramento mas a BM não tem efetivo para cuidar das câmeras.

Nós precisamos acabar com a criminalidade, coibir o tráfico de drogas e reprimir os assaltos a bancos, a pedestres, a residências e o abigeato. Os bandidos estão roubando até caminhão de fumo. Ninguém se sente seguro.
Deputado estadual Pedro Pereira (PSDB)

Tenente Zanetti confirmou a informação e disse que, de fato, o monitoramento está parado por conta da falta de policiais para operar as câmeras. “O acréscimo de profissionais nos ajudará em muito, uma vez que já efetuamos prisões e delineamos ações em ocorrências que atendemos a partir das imagens e informações da comunidade”, explicou.

Na ocasião, o deputado reforçou o pedido de mais policiais através de um ofício entregue ao vice-governador. O parlamentar disse que está sendo feito um levantamento na região e mapeando todos os municípios que enfrentam a defasagem de PMs. A promessa do governo do Estado é de que com a formatura de dois mil soldados em agosto, o efetivo do município e do Estado deve receber reforço.

Informações: Giulliane Viêgas – Diário Popular

Comentários
Carregando...