www.cangucuonline.com.br

Gabriel Andina se manifesta após afastamento do Hospital de Caridade

1.631

O ex gestor do Hospital de Caridade de Canguçu (HCC), Gabriel Andina, que foi afastado se suas funções nesta quarta-feira (25), após ser efetuado um balanço financeiro na casa de saúde, o qual apontou divergências com o fechamento do caixa, se manifestou em sua página no Facebook:

Gabriel afirma na nota postada em sua página que não desviou recurso de nenhuma espécie da instituição, e que assim que tomou conhecimento do fato ocorrido, o então desaparecimento dos R$ 100 mil do caixa, afirma que no mesmo momento comunicou a prefeitura.

Leia o texto postado por Gabriel em sua página do Facebook:

Nota de esclarecimento.

Em resposta a nota exarada pela prefeitura municipal de Canguçu, Na qual a mesma manifesta encaminhar denuncia ao MP/RS sobre a ocorrência de supostos desvios financeiros por parte do antigo administrador do Hospital de Caridade de Canguçu.
O mesmo vem a público para esclarecer que fatos ocorridos não se deram desta maneira conforme citada na nota.

Afirmo que não desviei recurso de nenhuma espécie da instituição. Assim que tomei conhecimento do fato ocorrido, (desaparecimento de R$ 100.000,00, cem mil reais), das dependências do HCC, comuniquei a prefeitura imediatamente.
Tudo isso na terça-feira dias 23 de julho do corrente ano, próximo as 12:30. Foi então que foi realizada uma reunião nas dependência do HCC em conjunto com os responsáveis da prefeitura.
Nesta ocasião, solicitei que fosse chamado a Polícia para apurar o ocorrido. Ocorre que, fui demovido da ideia pelos representantes do poder executivo com a alegação que eles necessitavam de um tempo para avaliar o caso.

Fui surpreendido com o decreto de afastamento, isso foi ontem, quinta feira dia 25 de julho do corrente.
Não procede a alegação de conhecimento de problemas financeiros por meio de balancetes solicitados, o que de fato aconteceu, foi a comunicação aos representantes municipais, que foram contatados e presentes na reunião, quanto ao fato ocorrido no interior da casa de saúde. Fato este que deverá ser apurado pela polícia civil, e deixo de abordar o mérito do caso na mídia até a segunda ordem, como forma de auxiliar a não prejudicar a investigação em curso.

Meu advogado já fez contato com o representante do MP/RS, para nos colocarmos a disposição deste, a qualquer momento, para maiores esclarecimentos.

Estou de consciência tranquila, quem me conhece e acompanha minha história, sabe que jamais peguei algo que não fosse meu. Assim exerci todas as funções, tanto públicas como privadas a qual eu ocupei.

Os espaços que ocupei sempre deixei legado positivo.
Não aceitarei macula a minha honra e história.
Sou de origem pobre, mas de gente séria.
Fui forjado no trabalho e tenho certeza absoluta q a justiça ira esclarecer o fato e punirá os responsáveis.

Gabriel Andina

 

 

Leia na íntegra a postagem de Gabriel Andina:

Comentários
Carregando...