www.cangucuonline.com.br

Canguçu registra primeiro caso de Influenza H1N1

2.972

A Secretaria Municipal de Saúde de Canguçu confirmou, nesta quarta-feira (5), que foi confirmado um caso de Influenza – H1N1 em uma criança, que está hospitalizada em estado de recuperação.

Leia a nota oficial na íntegra publicada pela Prefeitura de Canguçu:

O Serviço de Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde vem a público informar à comunidade que na tarde de ontem foi divulgado pelo Laboratório Central do Estado do Rio Grande do Sul (LACEN) o resultado positivo para Influenza – H1N1 de uma paciente residente neste Município, trata-se de uma criança integrante do grupo prioritário mas que não aderiu à Campanha de Vacinação, a mesma encontra-se hospitalizada em estado de recuperação.

Além deste caso, desde o início de 2019, já foram investigados 5 casos suspeitos da doença, todos com resultado negativo para Influenza já informado, incluindo nesse grupo o paciente que veio a óbito na cidade de Pelotas na última sexta feira.

Importante esclarecer que todos os órgãos de saúde de Canguçu estão preparados e atuam em conformidade com o Protocolo Nacional de Combate à Influenza, adotando todos os procedimentos cabíveis para este tipo de situação.

Esclarecemos ainda a comunidade que a primeira medida a ser adotada anualmente é a vacinação. Em 2019, nossa Campanha registrou um índice de vacinação de 94,75% do grupo prioritário, índice este considerado satisfatório, especialmente se comparado aos números de outros municípios e com o próprio Estado que imunizou 74% desse grupo.

Além da vacinação, é muito importante que durante o inverno a população adote outras medidas preventivas, dentre as quais podemos citar lavar frequentemente as mãos, ambientes limpos e arejados, evitar aglomerações e lugares fechados, não compartilhar objetos pessoais e proteção ao tossir.

Por fim, também se mostra fundamental que as pessoas procurem as unidades de saúde sempre que constatarem a ocorrência de sintomas de Influenza, quais sejam febre súbita, tosse, dor de garganta, desconforto respiratório, cefaleia e dor no corpo.

Canguçu, 05 de junho de 2019.

Margarete Schneider de Moura

Responsável técnica pelo Serviço de Vigilância Epidemiológica

Miriam Lisiane Radtke Neutzling
Secretária Municipal de Saúde


Comentários
Carregando...