www.cangucuonline.com.br

Ocupação, produção e esperança marcam o início do mês de julho no Presídio de Canguçu

897

Presídio Estadual de Canguçu inicia o Projeto Semeando o Futuro

No dia 3 de Julho o Diretor do Presídio Estadual de Canguçu, Jailton Jung, recebeu o Extensionista Chefe de Escritório da EMATER (Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural) de Canguçu e firmou uma parceria de cooperação no Projeto Semeando o Futuro, que visa qualificar o trabalho prisional através do cultivo de uma horta.

De acordo com a Técnica Superior Penitenciária Julia Kimiyo Marinho Fujita, psicóloga que desenvolveu o projeto, o plantio de frutas e hortaliças na Casa Prisional possibilitará o fornecimento de uma alimentação mais saudável à população carcerária, constituindo também um incentivo à reinserção social através da profissionalização dos reeducandos.


No dia 4 de Julho, o Presídio recebeu a equipe de profissionais vinculadas à Secretaria Municipal de Saúde para a realização do mutirão dos Testes Rápidos.

O evento teve por finalidade disponibilizar a todos os apenados os testes para diagnóstico de HIV, Sífilis e Hepatite B e C. A ação é realizada a cada seis meses e tem por objetivo a prevenção de doenças infecto-contagiosas.

 


Presídio Estadual recebe a visita do prefeito municipal  Vinícius Pegoraro

Na tarde desta quarta-feira (10), o prefeito e sua comitiva foram até o presídio conhecer as futuras instalações do pavilhão onde se dará as atividades do PAC.

No local será utilizado a mão de obra do regime fechado, a ideia inicial será a construção de tijolos e dutos de concreto, bem como a fabricação de lixeiras de madeira que serão instaladas em determinados locais da cidade.

 

O Administrador faliu da grande parceria que a SUSEPE mantem com a Prefeitura Municipal de Canguçu;

” Trabalhamos com cooperação total, são grandes aliados no desenvolvimento das atividades laborais dentro e fora do presidio”.


Presídio de Canguçu da início ao projeto Remissão pela Leitura, coordenado pela TSP Júlia Fugita e pela professora Laura Storch Coutinho, utilizando as novas dependências do Presidio, chamado de sala multiuso.

Admiro a disposição e coragem da professora Laura Storch Coutinho, pois a maioria dos profissionais alheios ao sistema prisional ainda tem receio de desenvolver atividades no presídio visto os mitos que envolve o cárcere, frisa o Administrador.

O Diretor Jailton Jung ressalta que:

Isso tudo só se faz com muita parceria e união do grupo funcional, todos estão sempre apresentando ideias e cooperando para que tudo prospere, e destas iniciativas, enalteço para o trabalho desenvolvido pelos servidores Cesar Otoniel no que diz respeito às obras e ao PAC e a Júlia Fugita, que coordena os projetos da horta e remissão pela leitura. – explicou Jailton Jung.

Canguçu Online, com informações de Jailton Jung, diretor do Presídio Estadual de Canguçu.

Confira a galeria de imagens registradas das atividades no Presídio Estadual De Canguçu:

 

Comentários
Carregando...