www.cangucuonline.com.br

Justiça suspende leilão de galpão usado pela Cosulati avaliado em R$ 2,4 milhões

429

A Assessoria de Imprensa da Cosulati informa ao Canguçu Online que o leilão do galpão que era usado pela Cooperativa em Canguçu, no bairro Vila Nova, foi suspenso pela Justiça em abril.

Veja o despacho do juiz Paulo Ivan Medeiros no dia 25 de abril deste ano:

Vistos. Defiro justiça gratuita à parte autora. Considerando os argumentos da exordial e documentação que a acompanha, defiro parcialmente a tutela de urgência para determinar a averbação da indisponibilidade do bem indicado na inicial, com a abstenção de qualquer ato de alienação do bem, até decisão final do presente feito. Saliento que o registro da consolidação da propriedade não impede a discussão acerca da validade do contrato. Deixo de designar audiência de conciliação e mediação ante a natureza do feito. Cite-se. Intimem-se. Diligências legais.

O processo pode ser consultado no site do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul (clique e acesse) sob o número 022/1.19.0004236-1.

ENTENDA O CASO
Na segunda-feira (8), a Sold Leilões informou o leilão de um galpão que era usado pela Cosulati na Rua João Goulart, no bairro Vila Nova, próximo ao Trevo da Nutrisa. São 1.770 m² de área construída e 36.250 m² de área total. O lance inicial era de R$ 2,4 milhões e poderia ser feito até o dia 25 de julho (clique e leia mais).
Comentários
Carregando...