www.cangucuonline.com.br

Canguçuense Uilson Paiva lança o primeiro trabalho musical nas plataformas digitais

293

O primeiro trabalho público do músico e jornalista Uilson Paiva foi lançado nas plataformas digitais Deezer, Spotify e iTunes. “Saber Dizer”, álbum com 12 faixas, é o resultado de décadas de amadurecimento de canções autorais, lapidadas sem pressa e com o objetivo de colocar na rua letras e melodias “de tempos e lugares tão diversos e longínquos, dentro e fora de mim”, como salienta o músico.

Uilson Paiva, de 48 anos, é violonista e guitarrista autodidata. Nos anos 90, integrou bandas covers de rock na região de Pelotas, São Leopoldo e Porto Alegre, em que o repertório já trazia músicas próprias. Acabou por fazer do jornalismo sua carreira profissional, tendo trabalhado em grandes veículos de imprensa, no Rio Grande do Sul e em São Paulo. Hoje dedica-se profissionalmente às áreas de comunicação e sustentabilidade.

A música sempre me acompanhou e costumo brincar que essas canções estavam até hoje presas em um ‘armário musical’”, afirma o artista. “Libertá-las e reuni-las em um álbum é como registrar a trilha sonora de minha própria vida. Talvez o mais natural, hoje, fosse ir lançando uma a uma, mas ao selecionar o repertório, entendi que havia um eixo de significados, algo único, em que a ordem, os diversos ritmos, importam e fazem todo o sentido.”
Uilson Paiva, em entrevista ao Canguçu Online.

O ecletismo de ritmos (soul, pop rock, blues, milonga, samba, samba-canção) e essa travessia pelo tempo e amadurecimento pessoal dão ao álbum Saber Dizer uma atemporalidade e, ao mesmo, impõem ao ouvinte não enquadrá-lo de forma automática.

A faixa de trabalho, Saber Dizer, assim como O Meu Amor Contigo e A Noite Ela Passa, bebem na fonte do soul brasileiro de Cassiano e Tim Maia. Parceria com Rodrigo Dias, unem o balanço a melodias e refrões marcantes. Na sequência, o álbum emenda dois blues: Outono Blues (“Mas se o dia despertar/ como um outono em tons de azul/e vieres me buscar, já será tarde”) e Flores Mortas (“Eu quis falar da luz/Na dificuldade desse ambiente ruim/Mas não passei de minhas paredes/Sem ninguém por chegar.”)

Once in Your Life nasceu em inglês, já com a idealização de um arranjo gospel, em loopings vocais. A milonga Sul e Mar é a canção mais recente, parceria com o guitarrista Peche Richards.

No processo todo de amadurecimento e confecção do disco, fui a Pelotas, fazer uma sessão de fotos com o meu amigo e ex-colega de imprensa Nauro Júnior e, de repente, uma sucessão de acontecimentos me causou uma profunda comoção: o reencontro com cenários de minha infância, a morte do escritor Aldyr Schlee de quem estava lendo um livro nesta mesma viagem, as memórias de meu pai… Ao chegar de volta ao Paraná, onde vivo, ouvi a melodia belíssima que o Peche tinha me mandado e a precisão da milonga se impôs naturalmente.

Cenário Perfeito tem um beat solar conduzido pela levada de baixo, e descreve a leveza de uma paixão de beira de praia em Bombinhas (SC). Quando Você Chega, feita a partir do poema de Jeana Santos (“Quando você chega/Desfolha camadas de mim/Penetra-me o âmago da alma/Meu silencio diz sim”), e Marionete (“Tenha pressa/Apesar de Primavera, sentimento morre”) falam das diversas possibilidades de amor. Assim como o contagiante samba Garras, com arranjo precioso de metais a la gafieira.

O álbum se encerra com Noite Cinza, a faixa mais especial. Composta pelo artista inspirado pelas influências de samba-canção recebidas em casa, recupera uma gravação de 2005 de estúdio do pai do artista, o seresteiro Paulo “Peixe” Paiva, já falecido. A tecnologia une pai e filho para sempre numa serenata imaginária, nas ruas gélidas e cinzas de uma cidade do sul do Brasil.


PRODUÇÃO
A qualidade alcançada nos arranjos é reflexo do talento da produção musical de Juninho Betim. Um dos mais respeitados guitarristas do Brasil, pilotou teclados, violões, encarregou-se da produção, arranjo e masterização de todas as músicas. “As músicas vieram prontas, então foi muito fácil colocar uma roupagem”, afirma Juninho.

Saber Dizer tem mixagem de Alexandre Rodarte, com assistência de Murilo Matheus e Valdeir Lima. Integram o time de músicos: Atila Pereira (baixo), Kadu Bento (percussão), Leandro Pedroso (sax tenor), Renato Martins (bateria), Vandeco Telles (bateria em Flores Mortas), Peche Richards (guitarra solo em Outono Blues; violões em Sul e Mar), Ricardo Mello (Sampler), Angelo Rocha (sax tenor), Daniel Apollaro (trompete e trombone), Victor Tarnoski (cavaquinho), (Jean Carlo Graczyk (sax soprano), Eduardo Nykiba, Jackeline Oliveira e Renata Cristina (backing vocals).

FORMATO EM CD, VINIL E DIGITAL
Além de ser lançado digitalmente nas principais plataformas, Saber Dizer também vai ganhar corpo nas versões CD e Vinil.

Perfis nas redes sociais:
Instagram: @uilsonpaivamusico
Facebook: /uilsonpaivamusico

Escute o álbum:
Itunes – https://music.apple.com/br/album/saber-dizer/1483524014
Deezer – http://www.deezer.com/album/114899302
Spotify – https://spoti.fi/2K3nfam

Canguçu Online, com informações da assessoria de imprensa de Uilson Paiva.

Comentários
Carregando...