www.cangucuonline.com.br

Bebê canguçuense de 10 meses precisa de ajuda para realizar cirurgia

2.984

Canguçuense Andreza Wickboldt entrou em contato com a reportagem do Canguçu Online para pedir a colaboração de todos para a realização de um procedimento cirúrgico que o seu pequeno filho João Wickboldt da Silva, de 10 meses necessita fazer.

João aos 5 meses de vida foi diagnosticado com Craniossinostose (fechamento prematuro da sutura sagital (popular moleira), e sua médica informou aos pais; Andreza e Tony Van Dias da Silva quando o bebê tinha 7 meses, de que este seria um caso que precisaria de intervenção cirúrgica.

Andreza informou que o custo da cirurgia do pequeno João gira em torno de R$ 25 mil,e que o Sistema Único de Saúde (SUS) em razão do diagnostico em seu filho ter sido fora do tempo, não poderá cobrir as despesas. A cirurgia como se trata de um caso de emergência, já está agendada para o dia 4 de setembro, às 13h no Hospital Santo Antônio em Porto Alegre.

Leia o relato de Andreza ao Canguçu Online:

João tem dez meses. Aos cinco, foi diagnosticado com craniossinostose, que é o fechamento prematuro da sutura sagital (popular “moleira”), mas somente aos sete meses a médica constatou que o caso era cirúrgico, e devido a todo o trâmite para agendamento de uma consulta fora do domicílio do paciente – o procedimento teria de ser realizado em Porto Alegre -, somente aos nove meses o João pode ser atendido.

Ocorre que o SUS somente cobre esse procedimento até os sete meses, e em razão do diagnóstico tardio, o Sistema Único de Saúde não custeará a cirurgia. O procedimento será realizado em parte pelo convênio, mas infelizmente o IPE não cobre todos os profissionais e procedimentos necessários, e nessa corrida contra o tempo, parte da cirurgia, que já está marcada para o dia 4 de setembro, terá que ser feita de forma particular.

Por se tratar da sutura sagital, especificamente, o tratamento é feito exclusivamente de forma cirúrgica, e a não realização do procedimento poderá acarretar em danos neurológicos, além de ocasionar deformação óssea no crânio. – relatou a mãe Andreza Wickboldt.

A madrinha do pequeno João que mora na cidade de São Lourenço do Sul, criou um “vaquinha virtual”, onde quem quiser e tiver vontade de ajudar, poderá depositar qualquer quantia.

Clique aqui e confira o valor arrecadado até o momento e saiba como ajudar o pequeno João. 

Para quem quiser, poderá também contribuir através da conta de Andreza, mãe do menino através dos dados:

Andreza Silva Wickboldt
Agência: 1557-1
Conta: 0004002-9
BRADESCO

 

 

Comentários
Carregando...