www.cangucuonline.com.br

Análise química indica que a água da Bica é própria para consumo

Um grupo de moradores de Canguçu se reuniu para custear a análise química da água que é fornecida pela fonte natural conhecida como “Bica”. A fonte é localizada nos fundos da antiga usina de energia elétrica, com acesso também pela rua José Claro de Almeira, no bairro Izabel.

O Canguçu Online teve acesso à análise emitida pelo Laboratório Lago Azul, de Pelotas, e assinado pelos engenheiros químicos Roberto Elier da Rosa e José Ignácio Kaster. As análises bacteriológicas e físico-química concluem que “a amostra analisada está em acordo com as condições de potabilidade fixadas pela Portaria número 005 do Ministério da Saúde”.

> Clique para acessar a Portaria 005 do Ministério da Saúde e navegue até o ARTIGO V

O Canguçu Online conversou com um dos moradores que ajudaram a custear a análise. Ele preferiu não ser identificado.

A análise custou R$ 200 e cada colaborador ajudou como era possível. Resolvemos fazer a análise em Pelotas porquê o laboratório é especialista apenas em teste de potabilidade da água. Em Canguçu, não encontramos laboratório especialista neste sentido. Nós queríamos ter certeza de que a água da bica era potável. Minha família é consumidora e acreditamos que, dentro do município, não tenha uma água tão boa pra consumo. É uma água boa, sem gosto algum, muito clara e é melhor do que a água mineral como essas vendidas no comércio.
Morador que ajudou a custear o serviço de análise química da água.


Veja as imagens da análise química paga pelos moradores:


PREFEITURA DE CANGUÇU DISCORDA
No dia 5 de fevereiro, a Prefeitura de Canguçu emitiu uma nota oficial informando que a água da Bica no bairro Izabel era considerada imprópria para consumo.

Clique no link abaixo e relembre:

> Prefeitura Municipal decreta água da Bica no bairro Izabel como imprópria

Comentários
Carregando...