www.cangucuonline.com.br

Cícero Camargo vence a 39ª Coxilha Nativista de Cruz Alta

699

Os grandes vencedores da 39ª Coxilha Nativista de Cruz Alta, que se encerrou na madrugada de domingo, foram Cícero Camargo (1º lugar), Fabiano Bacchieri (2°) e Raineri Spohr (3º). Todos os finalistas farão parte de um álbum do evento – um dos maiores festivais de música do Estado – a ser lançado até o final do ano. No sábado, sob temperatura em torno de 7°C, o palco Jayme Caetano Braun recebeu os shows de Jorge Guedes e Família (abertura), e de César Oliveira & Rogério Melo (encerramento), além das apresentações das canções finalistas ao Prêmio Erico Verissimo.

A 39ª Coxilha contou com nomes de peso como Adair de Freitas, Aluisio Rockembach, Lisandro Amaral, Luiz Marenco, Jari Terres, Marco Aurélio Vasconcellos, Nilton Ferreira e Shana Müller se aventurando na mostra competitiva. Fora dela, houve shows de músicos como Luciano Maia, Quarteto Coração de Potro e Kleiton & Kledir. Eles participaram ainda do concurso Chef CCGL, disputa gastronômica em grupos.

— O que vem marcando a Coxilha é o incremento da lei de incentivo, o que nos dá um parceiro patrocinador (a CCGL) e permite abrir o festival de graça para a cidade. Isso e iniciativas como o Coxilha Vai à Escola faz com que todos se sintam responsáveis pelo projeto – avalia Laura Durigon Ajala, secretária de Cultura e Turismo do município.

Os vencedores

 1º lugar

Desenfrenado – Intérprete Cícero Camargo

2º lugar

Quatro Sinuelos – Fabiano Bacchieri

3º lugar

 A Mentira – Raineri Spohr

Mais popular – Ao Pé do Açoita Cavalo

Melhor intérprete – Raineri Spohr

Melhor instrumentista – Nilton Junior

Melhor letra – Desenfrenado

Melhor arranjo – Desenfrenado

Melhor melodia – Puerto Irupe

Melhor conjunto vocal – Quatro Sinuelos

Melhor indumentária – Fabiano Sachieri

Os finalistas

Ranchito [Milonga] — Francisco Brasil, Cristian Camargo e Filipe Corso — Int. Luiz Marenco


Puerto Irupe
 [Chamamé] — Nino Zannoni e Luizmauro Pinto da Costa — Porto Alegre/Argentina — Int. Nino Zannoni


O Campo Nunca nos Mente 
[Milonga] — Gujo Teixeira e Joca Martins — Lavras do Sul/ Pelotas — Int. Jari Terres

O Jogo [Chacarera] — Bianca Bergman e Aline Ribas — São Gabriel/Pelotas — Int. Shana Müller


A Mentira
 [Milonga] — Mateus Neves da Fontoura e Fábio Tiecher — Porto Alegre — Int. Raineri Spohr


Quatro Sinuelos 
[Milonga] — Evair Suarez Gomez, Marcelo Duarte, Marcio Maciel Da Silva e Juliano Gomes — Livramento — Int. Fabiano Bacchieri


Pingo
 [Chamarrita] — Paulo Ozório Lemes, Marcelo Holmos e Robson Garcia — Livramento — Int. Robson Garcia


Desenfrenado
 [Milonga] — Eduardo Munhoz e Cícero Camargo — Pelotas — Int. Cícero Camargo


Pétala
[Canção] — Carlos Omar Villela Gomes e Nilton Júnior Silveira — Santo Antônio da Patrulha e São Nicolau Vergueiro — Int. Márcia Freitas


Lebrita 
[Xote] — Marcio Nunes Corrêa e Aluisio Rockembach — Pelotas — Int. Aluisio Rockembach

Informações: GaúchaZH

Comentários
Carregando...