www.cangucuonline.com.br

Publicidade

VÍDEO: Fazenda Martimar, conheça o case que elegeu Canguçu um dos 100 destinos turísticos sustentáveis do mundo

Propriedade localizada na Coxilha dos Piegas levou o município de Canguçu ao título mundial

Canguçu foi eleito um dos 100 destinos mais sustentáveis do mundo, nesta semana. Em cerimônia da 7ª Conferência Internacional Global Green Destinations Days (GGDD) o município recebeu a certificação através de uma seletiva que avalia os locais turísticos que se preocupam com o meio ambiente de forma responsável.

O município recebeu o título após concorrer com outros 11 destinos brasileiros e mais de 160 destinos de todo o mundo. Nos últimos anos, o município vem realizando, através de entidades como Prefeitura e Programa de Desenvolvimento Econômico Local de Canguçu (Prodel), diversas ações de fomento ao turismo e demais aspectos de desenvolvimento econômico.

O case eleito: Fazenda Martimar 

Esta foi a segunda vez em que Canguçu participou do evento. Neste ano, foram encaminhados dois cases, sendo selecionada a Fazenda Martimar como pecuária orgânica, pela sua história de sucesso e cuidado com o trabalho rural desenvolvido na propriedade. A seguir, confira o vídeo que conta a história do destino turístico canguçuense.

Márcia Duarte é proprietária da Fazenda Martimar e conta que o sonho em atuar como a preservação do meio ambiente surgiu ainda enquanto cursava a faculdade. A propriedade localizada na Coxilha dos Piegas, 4° distrito, recebeu este nome a partir da junção do nome da Márcia, com o de seu pai e sua mãe (Márcia + Tito + Margarida).

O processo de cuidado com o meio ambiente começou muito cedo. Márcia conta que teve vontade de trabalhar com a agroecologia e, transcorridos alguns anos, recebeu, em uma herança, a propriedade de seus pais. Usou a oportunidade para atuar na preservação do meio ambiente e cuidar da natureza.

Em contato com o Canguçu Online, Márcia definiu a premiação: “A princípio fiquei surpresa, por estar concorrendo com a Propriedade Vida na Terra que é referência no trabalho que realizam. Foi motivo de muita alegria e orgulho do trabalho de preservação do ambiente que realizamos aqui. Só gratidão, um sonho que vai tomando forma e uma responsabilidade redobrada por estar representando nosso município.”

O destino turístico

Foto: Vivian Domingues Mattos

Entre cerros e coxilhas de Canguçu, a Fazenda Martimar se tornou fruto de um sonho. Através de práticas sustentáveis, o local se tornou referência aos olhos de quem perpetua a agroecologia. No total, são 711 hectares, sendo, aproximadamente, 550 hectares de campo nativo preservado.

A propriedade que possui o selo produto de Canguçu faz parte do Bioma Pampa por nunca ter sofrido alteração na mata ciliar preservada. “O ambiente se torna único pela diversidade de espécies, sendo um dos biomas do Brasil que mais tem diversidade em sua composição de flora de campo”, define a proprietária que sempre lutou pela preservação deste espaço.

Ações desenvolvidas na propriedade

O método de trabalho agroecológico desenvolvido na Fazenda Martimar possibilita a diversificação de espécies e plantios específicos no local. Entre as atividades realizadas, sem a utilização de transgênicos na alimentação dos animais nem agrotóxicos nas plantações, estão a criação de bovinos, ovinos corriedale, plantio de milho, feijão, mel etc. 

Foto: Prefeitura Municipal

O turismo rural passou a fazer parte da Fazenda Martimar, que oferta aos visitantes um visual aconchegante, com a contemplação da natureza, acompanhamento das práticas agroecológicas e os alimentos caseiros. Além de ser um dos pontos do roteiro de cicloturismo do município.

Márcia ao lado dos ciclistas que participaram do evento realizado este mês (Foto: Vivian Domingues Mattos)

Na propriedade, os animais são criados em liberdade e sem confinamento, bovinos e ovinos são alimentados em campo nativo. “Os animais são tratados com respeito, não batemos nem os estressamos, são criados soltos no campo, com liberdade de ir e vir”, relata Márcia. As plantas nativas são igualmente preservadas, isso porque a propriedade conta com grande diversidade de composição botânica e fauna silvestre.

Perspectivas futuras

Há quatro anos, não é utilizado agrotóxico dentro da propriedade. “Para mim, isso é uma das coisas mais espetaculares, conseguimos produzir como as demais propriedades, mas sem agredir ao meio ambiente”, comemora.

Foto: reprodução RBS

Márcia conta que já realizou muitos sonhos dentro da propriedade, mas ainda enfrenta dificuldades em relação à falta de valorização do produto como um diferencial no mercado. Isso porque os frutos de seu trabalho possuem características próprias e, atualmente, acabam sendo comercializados com o mesmo custo que os demais produtos.

Ela ainda lembra que sua luta é por um sistema mais agroecológico, acredita que esse é o caminho para o futuro. “Não estou trabalhando em vão, o destino da humanidade vai ter que migrar para esse tipo de atitude.” “Tenho certeza que estou preservando pro futuro, quero entregar um ambiente bem cuidado”, completa.

Foto: Vivian Domingues Mattos
Comentários
Carregando...