Canguçu, quinta-feira, 23 de outubro de 2014, 11h02
Compartilhe:
GERAL - 18/10/2013
Canguçu pode se tornar polo estadual na produção de erva mate orgânica
Foto: Alex Pires
Sérgio Pasa, da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Agro Negócio, com uma muda de erva mate
Sérgio Pasa, da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Agro Negócio, com uma muda de erva mate
Sérgio Pasa, da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Agro Negócio, com uma muda de erva mate

Município possui condições favoráveis para o plantio da erva, que seria feito de maneira orgânica

O grande número de pequenas propriedades, o solo e o clima podem transformar o município de Canguçu no sexto polo produtivo de erva mate do Rio Grande do Sul. A possibilidade foi levantada e vem sendo estudada por Sérgio Pasa, assistente da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Agro-Negócio, que participou, no dia 11, do 2º Seminário Estadual da Câmara Setorial da Erva Mate, em Palmeira das Missões.

Na quarta-feira (16) ele participou, também, do Seminário Estadual de Produção de Mudas de Erva Mate, junto de um viveirista de Canguçu, visando a produção de mudas aclimatadas no município.

De acordo com Paza, que se interessou pelo assunto após ingressar na Câmara Setorial da Erva Mate, Canguçu já foi um produtor de erva mate no passado, e possui condições favoráveis para um novo plantio:

- Pode-se fazer um plantio consorciado com a mata nativa, e a qualidade da erva é muito melhor. Essa é a vantagem, podemos usar as áreas de preservação permanente – explica.

Durante a pesquisa, Pasa encontrou no município plantas de erva mate de até 50 anos. A ideia, é procurar todas essas plantas para colher sementes e matéria prima e ver o que ela irá produzir. O passo seguinte é selecionar as plantas desejadas para colher a semente e o viveiro produzir as mudas destinadas aos produtores. Sérgio destaca que isso fortalecerá a renda das pequenas propriedades:

- Não vejo a erva mate como um concorrente do fumo, e sim mais uma fonte de renda da pequena propriedade. Até porque eu não concordo que o fumo seja o vilão da saúde. Hoje a principal origem da doença da nossa população é o consumo de alimentos contaminados com agrotóxico, e o consumo de alimentos que contém uma grande quantidade de anabolizantes, hormônios de crescimento – argumenta.

O objetivo é que o produto seja industrializado dentro do próprio município Outro diferencial que Sérgio deseja no polo de Canguçu é que a produção da erva seja feita de maneira orgânica, para assim conseguir a melhor fatia do mercado.

- O mundo caminha a passos largos exigindo os produtos orgânicos como fonte de saúde. Não existe médico, prefeito, governo que chegue a tempo de dar saúde para as pessoas através do medicamento químico, e sim, através do alimento orgânico.

Sobre o alto preço do produto nos últimos tempos, ele explica que o fato decisivo para esta subida foi a entrada no mercado de um refrigerante da Coca Cola produzido a base da erva mate. A expectativa é de que, nos próximos 20 anos, não exista matéria prima suficiente para abastecer o mercado:

- O consumo da erva mate no mundo está aumentando assustadoramente. A china é o maior produtor de chá do mundo, só que eles não tem conhecimento das propriedades curativas da erva mate. No momento em que eles tiverem conhecimento, o mercado para exportação vai ser muito grande – finaliza.

Confira também:
Anvisa proíbe venda de lote de açúcar cristal com excremento e pelo de roedor
Clientes da Vivo terão internet cortada quando a franquia terminar
Pedidos de CNPJ à Receita só serão aceitos online a partir de novembro
A partir desta terça-feira prisões só ocorrerão em flagrantes
Listagem final dos beneficiados do Residencial Bela Vista é divulgada
Cartório Eleitoral esclarece dúvidas sobre documentos para votação
Ministério Público abre edital de processo seletivo para estagiários
Comentários
Total de comentários: 2 2 comentário(s) - Comentar
Diosefer Moraes da Silva
Acho muito importante e siguinificativo , renovarmos as produções de nosso município , acho que o plantio de erva mate , é mais um lucro , para Canguçu . O fumo é um vilão da saúde , mas por bem ou por mal , é um grande fator lucrativo , para os produtores do interior , mas a produção de erva mate , é mais uma vitória , é mais uma boa e saudável alternativa de vida , de trabalho , de renda familiar e municipal , sou a favor da produção da erva mate , acho que podemos ganhar muito . Parabéns pela iniciativa e que que se siga em frente com esse pensamento de prosperidade , renovação , de objetivos e luta constante para melhorar nossa cidade e nosso interior que é a vida de Canguçu .
20.10.2013
 
Francisco de Assis M. Nunes
Parabens Sergio, estás defendendo uma boa idéia e sobretudo viável.É para projetos como esse que os governos devem destinar recursos e subsídios, pois a lem de melhorar a rendo dos pequenos produtores, vai gerar emprego e impostos, e consequentemente desemvolvimento para o municipio e região.
19.10.2013
 
 
ENQUETE
No 2º turno, você pretende manter os votos do 1º turno?
Sim
Não
código captcha
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
10:55:01
Envie foto do seu animal de estimaçã...
10:09:34
Polícia Civil encontra armas e muniç...
09:58:08
COP 6: Mudança de rumo alimenta espe...
09:15:28
Arquiteta Michele Van Gysel: especia...
09:13:58
Radiol Centro de Diagnóstico por Ima...
09:00:11
Restaurante Bem Servir: clique e con...
22.10.14
Oportunidade de emprego: Lojas Frank...
22.10.14
Lojas Frank comunicam novo horário d...
22.10.14
Datafolha mostra que empate técnico ...
22.10.14
Anvisa proíbe venda de lote de açúca...
+
Comentadas
1
Caminhão é furtado em posto de combu...
2
Governo do Estado repassará R$ 11,6 ...
3
Menina de doze anos morre após ser a...
4
Municípios recebem R$ 10 milhões par...
5
Candidatos à Presidência divergem so...
 
+
Lidas
1
Estar na moda pagando pouco: A Estillosa est...
2
Restaurante Bem Servir: clique e confira o c...
3
Menina de doze anos morre após ser atingida ...
4
Envie foto do seu animal de estimação para o...
5
Carina Joias dá dicas sobre as tendências da...
Canguçu On Line - O Jornal diário de Canguçu © 2010 - Todos os direitos reservados
Desenvolvido por Comunicar Brasil